Não é novidade que o Rio de Janeiro seja uma das cidades mais bonitas do país, e possuir este título interfere diretamente em outros aspectos sociais. Estamos falando do turismo e da população elevada da região, que tornam o Rio de Janeiro um dos lugares mais caros para se viver no pais atualmente.

IPVA E IPTU

Vamos começar falando um pouco sobre dois impostos obrigatórios que estarão presentes anualmente na vida de quem mora no Rio de Janeiro: o IPVA e o IPTU.

O Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) é um dos valores mais caros a serem pagos pelos brasileiros e a taxa é ainda maior no Rio.

O IPVA RJ 2020 continua representando um grande furo no bolso dos cariocas e residentes, sendo equivalente a 4% do valor original do veículo.

E o mesmo pode ser dito do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), sendo um dos mais caros de todo o país. Isto pode ser previsto pelo valor do metro quadrado na cidade.

Gasolina

Um outro ponto muito importante sobre a cidade do Rio, é valor do litro da gasolina representado pela cifra de R$4,93, enquanto o etanol fica na faixa de R$3,64.

Além disso, é preciso considerar valores extras para o dia a dia de quem tem carro, como por exemplo, o preço do estacionamento. Na região central da cidade, o motorista pode chegar a pagar mais de R$15 por hora.

Então, se você está se perguntando quanto custa ter um carro no RJé interessante levar esses valores em conta, pois podem representar uma grande porcentagem do seu orçamento.

Lazer

A cidade do Rio de Janeiro é um dos maiores pontos turísticos do país e pode promover diversas experiências únicas para quem passar por lá. O problema são os custos dessas experiências!

Uma simples ida ao cinema na região pode acabar saindo bem caro. Você sabia que pode chegar a pagar quase R$30 para assistir um filme no cinema local?

O ingresso para o teatro então fica entre R$50 e R$60, dependendo do espetáculo. E quem prefere ir ver uma bela apresentação musical, deve estar disposto a desembolsar mais de R$100.

Alimentação

A alimentação é um gasto recorrente e inevitável, por isso, deve estar presente dos cáculos dos cariocas que já gastam muito com outros aspectos.

Você sabia que até o próprio feijão com arroz pode acabar saindo caro no bolso do brasileiro? O quilo do feijão comum no mercado chega a custar R$5!